BRASIL PODE SE TORNAR O SEGUNDO MAIOR PRODUTOR E CONSUMIDOR DE BIODIESEL DO MUNDO

Governo reduz projeção de crescimento do PIB deste ano para 1,6% ante 2,5%, diz fonte
12/07/2018
São Paulo: arrecadação com petróleo aumenta 43% no estado
12/07/2018

BRASIL PODE SE TORNAR O SEGUNDO MAIOR PRODUTOR E CONSUMIDOR DE BIODIESEL DO MUNDO

FONTE PETRONOTÍCIAS – Matéria publicada em 12 de julho de 2018

No início de março, o Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) aprovou a medida que visa o aumento da mistura de biodiesel nos óleos diesel comum para 10% (B10).

O aumento da utilização de biodiesel (B10) no óleo diesel impacta diretamente no aumento da produção de biodiesel no país. Segundo a União Brasileira do Biodiesel e Bioquerosene (Ubrabio) a expectativa é que a produção aumente em 25% este ano em relação a 2017. O volume de produção do biodiesel pode chegar a 5,4 bilhões de litros em 2018. Com o B10, o país pode se consolidar como o segundo maior produtor e consumidor de biodiesel do mundo, ficando atrás apenas dos EUA. O biodiesel causa menos impacto na natureza e está sendo  produzido a partir de óleos vegetais como: soja, girassol, canola, óleos residuais e gorduras animais, como o sebo bovino e aviário. No Brasil, o biodiesel é utilizado desde janeiro de 2008, quando uma Lei obrigou que todo o óleo diesel do país deveria conter 2% de biodiesel (B2). Em 2013, esta composição obrigatória subiu para, pelo menos, 5% (B5) ou mais, possibilitando sua utilização no biodiesel natural (B100).

O consumo interno de diesel no Brasil é de 54,5 bilhões de litros por ano. Os dados da Urabio mostram que 82,4% são utilizados no transporte, 14,6% pela agricultura e cerca de 3% são usados pela agricultura industrial e outros setores. O Brasil importa 13 bilhões de litros por ano, equivalente a 23% do diesel consumido. A produção e o consumo de 5,4 bilhões de litros de biodiesel em 2018 equivale a economia cerca de US$ 2,8 bilhões na balança comercial brasileira, pois cada litro de biodiesel substitui um litro de diesel de petróleo.

Federico Sakson, gerente de negócios para biodiesel da Camlin Fine Sciences (CFS) para América do Sul,  disse que  “O biodiesel veio para ficar. É uma fonte renovável extraído de óleo vegetal ou animal, não tóxico e é biodegradável (cem vezes mais do que o óleo diesel comum). O protocolo de Kyoto sugeriu a fabricação e utilização do biodiesel e do álcool como uma das maneiras mais eficazes de diminuir a poluição da atmosfera pelo gás carbônico, enxofre, metano e por outros gases formadores de efeito estufa. Para você ter uma ideia, o biodiesel emite 98% menos CO2 do que o petróleo, não produz fumaça preta nem odores desagradáveis”.

 

 

Compartilhe Isso:

Comentários

comments

Deixe uma resposta

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com