Bolívia nacionalizará mais 4 petrolíferas

Clima: ainda resta muito a ser feito, mas há sinais positivos
12/12/2011
Petrobras anuncia investimento de US$ 111 bilhões no pré-sal
12/12/2011

Bolívia nacionalizará mais 4 petrolíferas

A retomada do controle dessas empresas é uma tarefa pendente do decreto de 1o de maio de 2006, que estabelece a nacionalização dos hidrocarbonetos. A partir de então, transnacionais que operavam sob contratos de risco compartilhado foram transformadas em prestadoras de serviço à estatal YPFB.

A agência oficial de notícias ABI disse que o prazo foi fixado por um decreto aprovado na quarta-feira pelo presidente Evo Morales e seus ministros, como parte da preparação para o segundo aniversário da nacionalização que concedeu à YPFB o controle sobre as exportações de gás para a Argentina e o Brasil, vitais para a economia da Bolívia.

“Estabelece-se que 30 de abril é o prazo definitivo para concluir as negociações, assinar os documentos de transferência e fazer os acordos necessários para a aquisição das ações”, estabelece o decreto, reproduzido parcialmente pela agência.

O ministro boliviano dos Hidrocarbonetos, Carlos Villegas, disse a jornalistas que estão “muito avançadas” as negociações com as petrolíferas afetadas, iniciadas no ano passado. “Definimos estratégias para cada uma das empresas, estamos avançando e o que se definiu anteontem é uma data, porque o governo quer cumprir o compromisso que tem com a população de recuperação das empresas capitalizadas (privatizadas), declarou o ministro.

 

Grandes Construções

Compartilhe Isso:

Comentários

comments

Deixe uma resposta

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com