Ampliado, canal do Panamá pretende redesenhar comércio

Obra afeta concorrência entre portos e ferrovias nos EUA
31/08/2013
Papel da OGX cai 40% na Bolsa e atinge menor valor da história
31/08/2013

Ampliado, canal do Panamá pretende redesenhar comércio

FONTE: ABDIB
Após uma visita ao Panamá quase quatro décadas atrás, o romancista Graham Greene viu o canal tornando-se “cada vez menos” importante a cada ano, com “a passagem de menor tonelagem, menores receitas, um canal raso demais e comportas estreitas demais para os grandes petroleiros”. Esse temor de irrelevância apenas se intensificou à medida que os navios em todo o mundo ficaram grandes demais para atravessar o canal. Atualmente, cerca de 50% dos navios porta-contêineres em operação ou encomendados no mundo são grandes demais para atravessar suas comportas. Os navios panamax, historicamente projetados para cruzar o canal, são hoje quase apenas lambaris. Interessados em defender seu status como uma das grandes vias do comércio mundial, os panamenhos decidiram ampliar o canal em um referendo nacional realizado quase sete anos atrás. Esse projeto, envolvendo investimentos de US$ 5,25 bilhões, está atrasado quase seis meses em relação ao cronograma original, mas quando a obra for terminada, em meados de 2015, o canal ampliado deverá transformar algumas das rotas comerciais mais importantes entre o Atlântico e o Pacífico.
Fonte: Valor Econômico

Compartilhe Isso:

Comentários

comments

Os comentários estão encerrados.

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com