Aliança Navegação e Logística renova frota de cabotagem

Associação de aço da China diz que apóia supercargueiros da Vale
31/01/2013
Exportações de petróleo do Irã têm maior alta desde sanções
31/01/2013

Aliança Navegação e Logística renova frota de cabotagem

FONTE: PORTAL FATOR BRASIL

São Paulo – A Aliança Navegação e Logística recebeu o primeiro de uma série de quatro navios idênticos que serão empregados em seu serviço de cabotagem no Brasil.

O porta-contêineres “Sebastião Caboto”, com uma capacidade nominal de 3.800 TEUs e 500 tomadas para contêineres refrigerados, chega ao Brasil para iniciar o processo de importação em meados de fevereiro. Os outros três navios serão incorporados à frota da empresa no decorrer de 2013.

Com investimentos de mais de R$ 450 milhões, a série de navios constitui um novo marco no serviço de cabotagem. São equipados com a mais moderna tecnologia para a segurança da tripulação e da carga, e também para a redução do consumo de combustível. Como resultado, possuem os menores índices de emissão de gases de efeito estufa por tonelada transportada, aumentando ainda mais os benefícios ambientais do modal em relação ao transporte rodoviário.

A Aliança foi a pioneira no crescimento da cabotagem como uma alternativa viável ao Brasil muito dependente do modal rodoviário. Em média, o transporte marítimo é 15% mais barato do que o rodoviário, com a vantagem de ser mais seguro, causar menor impacto na infraestrutura rodoviária e ser mais amigável com o meio ambiente.

A operação destes navios capitalizará estas vantagens, oferecendo suficiente capacidade, frequência e confiabilidade que são as marcas da Aliança para o mercado.

Meta de construção de navios porta-contêineres no Brasil -A empresa continua com o firme objetivo de construir navios porta-contêineres no Brasil em seu planejamento de capacidade de médio prazo. Porém, como resultado da alta utilização dos estaleiros nacionais pela indústria de petróleo e gás, foi necessário atender a demanda imediata do mercado com a importação.

Com os novos navios, o serviço de cabotagem da Aliança contará com uma moderna frota composta por 8 navios, oferecendo mais de 90 escalas mensais nos principais portos do Brasil e do Mercosul.

Aliança Navegação e Logística -Fundada no início da década de 50, a Aliança foi consolidando sua liderança no mercado brasileiro, passando a atuar em todos os continentes. Em 1998, a empresa foi adquirida pelo Grupo Oetker, também proprietário da Hamburg Süd, empresa alemã fundada em 1871.

Com faturamento de R$ 2,4 bilhões em 2011, a Aliança Navegação e Logística tem forte atuação no segmento internacional e é líder no transporte de cabotagem. No ano passado, movimentou mais de 679 mil TEUs. Atualmente, opera regularmente em 14 portos nacionais e possui 12 escritórios próprios no Brasil.

Compartilhe Isso:

Comentários

comments

Os comentários estão encerrados.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com