Dólar sobe ante real, à espera de Fed e Banco do Japão

Kerry pedirá soluções diplomáticas para tensões sobre o Mar do Sul da China
25/07/2016
ALTA PRODUÇÃO DO PRÉ-SAL EMPURRA A PETROBRÁS A RETOMAR AS OBRAS DE ALGUMAS UNIDADES DO COMPERJ
25/07/2016

Dólar sobe ante real, à espera de Fed e Banco do Japão

FONTE REUTERS

SÃO PAULO (Reuters) – O dólar avançava frente ao real nesta segunda-feira, com investidores aguardando as reuniões desta semana do Federal Reserve e do Banco do Japão, bancos centrais norte-americano e japonês, cujas decisões podem afetar a liquidez nos mercados financeiros globais.

No contexto local, os agentes mantinham a cautela em relação às perspectivas fiscais e aguardavam novos desdobramentos do cenário político.

Às 10:23, o dólar avançava 0,48 por cento, a 3,2737 reais na venda, após recuar 0,72 por cento na sessão anterior. O dólar futuro subia cerca de 0,50 por cento nesta manhã.

“A semana está cheia, temos muitos eventos importantes nos próximos dias e predomina o sentimento de cautela”, disse o operador da corretora Spinelli José Carlos Amado.

Investidores não esperam que o Fed eleve os juros na quarta-feira, quando anuncia sua decisão, mas vêm crescendo as apostas de que pode promover novos aumentos neste ano.

Segundo dados do FedWatch do CME Group, os juros futuros norte-americanos indicavam chance de apenas 2 por cento de elevação agora, com apostas majoritárias de aperto monetário em dezembro.

Expectativas de juros mais altos nos EUA podem atrair para a maior economia do mundo recursos atualmente aplicados no Brasil. Por outro lado, têm ganhado força as expectativas de mais estímulos econômicos pelo Banco do Japão, que decide os próximos passos da política monetária do país na sexta-feira.

No quadro interno, investidores mantinham a postura de cautela que predominou na semana passada, evitando fazer grandes apostas enquanto aguardavam sinais concretos de austeridade fiscal do governo do presidente interino Michel Temer.

Em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, acenou para a possibilidade de elevação de impostos caso a proposta de criar um teto para os gastos públicos não seja aprovada no Congresso Nacional.

“Brasília está em modo de espera”, escreveram analistas da corretora Guide Investimentos em relatório.

Nesta manhã, o BC voltou a vender 10 mil swaps reversos, que equivalem a compra futura de dólares, repetindo a operação que realizou em todos os pregões neste mês exceto um.

(Por Bruno Federowski)

 

© Thomson Reuters 2016 All rights reserved.

 

Compartilhe Isso:

Comentários

comments

Deixe uma resposta

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com